Gerenciamento de tempo: 5 passos para organizar as tarefas diárias

Conteúdos

Gerenciamento de tempo: 5 passos para organizar as tarefas diárias

"É raro eu encontrar um horário livre para cuidar de mim, aproveitar minha família, sair com os meus amigos. Para completar, meu mau gerenciamento de tempo está afetando até minha produtividade e a qualidade do meu trabalho!" E aí, se identificou com essa descrição? Pois saiba que você não é o único!

Com um dia a dia cada vez mais puxado, diversas pessoas têm corrido contra o relógio para dar conta de tantas atividades. Por conta dessa situação, tem sido quase impossível equilibrar vida profissional e pessoal — inclusive, tendo momentos para desfrutar dos pequenos prazeres ao lado de quem se gosta, não é mesmo?

Pois não se desespere! Neste post, você vai descobrir cinco passos simples e fundamentais para reverter isso e conseguir se organizar de uma maneira eficiente. Acompanhe!

1. Para de se autossabotar

O primeiro passo que você pode adotar para ter um melhor gerenciamento de tempo é mudar a sua postura. “Como assim?”, você deve estar se perguntando. Mas é simples.

Muitas pessoas que enfrentam dificuldades de ter uma rotina mais organizada e produtiva começam a encarar esse problema como algo sem resolução, definitivo. Com isso, fazem da frase “não tenho tempo para nada” um verdadeiro mantra, que é repetido exaustivamente ao longo dos dias.

Logo, deixam de aproveitar a vida, praticar um hobby, e até abrem mão de investir no próprio futuro profissional, entrando em um ciclo de autossabotagem e desmotivação contínua. Então, se esse é o seu caso, pare com isso!

A partir de hoje, você lidará com essa questão de uma forma diferente. Por exemplo:

  • vai mentalizar que está nas suas mãos a possibilidade de mudar o seu cotidiano;
  • vai deixar a negatividade de lado e valorizar as coisas positivas que você já conquistou (e ainda vai conquistar);
  • vai ter sempre em mente que nunca é tarde para alcançar seus sonhos.

Assim, quando menos esperar, você se dará conta de que não existe dificuldade que não possa ser superada!

2. Estabeleça quais são os seus objetivos

Ao parar com a autossabotagem, também é essencial que você reserve um dia livre, como um sábado ou domingo, para fazer uma espécie de “mural de objetivos”, deixando-o visível no seu quarto ou em outro cômodo no qual passa muito tempo.

Nele, você deve traçar dois cenários. No primeiro, que será chamado de “agora”, escreva como está a sua vida nesse momento — onde você trabalha, qual é sua formação, como tem ajudado a família etc..

No segundo, que será o “futuro”, aponte quais são os objetivos a curto, médio e longo prazo que você deseja alcançar ou melhorar, para ter mais qualidade de vida e um melhor retorno financeiro. Ter um currículo diferenciado, mudar de emprego, fazer um curso profissionalizante (como o de técnico em enfermagem) ou reformar a casa são só algumas possibilidades.

Enfim, esse quadro servirá como um incentivo diário para o qual você vai olhar e se manter otimista, determinado em atingir cada uma das suas metas! Ah, e vale ressaltar que é importante marcar cada nova conquista com um “X”!

3. Monte um cronograma semanal

Você tem muitos compromissos e tarefas e não está conseguindo acompanhá-los como deveria? Está se sentindo perdido quanto às datas, horários e locais de cada um deles? Então, monte um cronograma semanal!

Você pode usar uma agenda, um caderno, uma planilha ou um quadro — fica ao seu critério. O importante é escrever todos os seus afazeres e começar a controlá-los, para que o seu cotidiano não fique caótico e bagunçado

Dessa maneira, os seus horários ficam organizados, você passa a ter uma rotina bem definida e ainda identifica, com mais facilidade, quando conta com tempo livre, podendo reservar com antecedência os seus momentos de lazer.

Até porque relaxar e se envolver com programas de que gosta é indispensável para diminuir o estresse, evitar a ansiedade e não ficar fadigado mentalmente.

4. Adote técnicas de concentração

Outro passo importante para um melhor gerenciamento do tempo — e que está bastante conectado com o anterior — é adotar técnicas de concentração que o ajudem a ter mais foco no que, realmente, é preciso.

Afinal de contas, muitas vezes você monta um cronograma semanal bem detalhado e eficiente, mas, por algum imprevisto de última hora, uma simples distração ou mesmo a velha preguiça, acaba procrastinando e atrasa tudo. O resultado, como é de se imaginar, é que os seus afazeres e obrigações se transformam em uma bola de neve, que só aumenta de tamanho até não ser mais possível acompanhar o ritmo.

Mas, afinal, quais técnicas se pode aplicar no dia a dia? Há várias opções. Algumas das mais conhecidas são:

  • Pomodoro: trata-se de seguir cinco ciclos de 25 minutos, nos quais você se dedica exclusivamente a alguma tarefa, intercalando-os com pausas de 5 minutos, para relaxar e desopilar a mente;

  • GTD: trata-se de reunir todas as suas tarefas (anotando-as, por exemplo), listá-las em ordem de prioridade, definir um prazo para finalizá-las, fazê-las sem interrupções e, finalmente, avaliar se a forma de realizá-las pode ser otimizada para ganhar mais tempo.

5. Identifique e elimine as distrações

Por fim, mas não menos importante, é fundamental identificar quais são as suas fontes de distração, e eliminá-las para desperdiçar menos tempo.

Imagine, por exemplo, que você se programa para organizar a casa no sábado pela manhã. Porém, em vez de fazer o que se propôs, passa horas com o celular em mãos, conferindo as notificações das redes sociais.

Por conta disso, acaba adiando essa tarefa para a noite e tem que desmarcar um compromisso que havia marcado com os amigos. Ou seja, em um efeito dominó, as distrações não apenas atrasam a realização dos seus afazeres, mas também afetam os seus planos.

Portanto, sente, pegue caneta e papel e faça uma autoavaliação para reconhecer aquelas coisas que não só não acrescentam, como ainda têm a capacidade de atrapalhar seu cronograma.

Enfim, viu só como é possível se organizar e ter um gerenciamento de tempo que, realmente, funcione e te permita equilibrar a vida profissional e pessoal? Então, comece a colocar esses cinco passos que elencamos aqui e veja a sua rotina ser modificada para melhor!

E, se gostou do post, aproveite para compartilhá-lo nas suas redes sociais para que seus amigos, familiares e colegas façam o mesmo!